Dúvidas

 

Manchas

A maioria das manchas forma-se pelo depósito excessivo de um pigmento chamado melanina. As manchas dérmicas nunca somem completamente com os tratamentos até agora existentes, mas podem ser clareadas, quando feito um tratamento adequado e contínuo. Já as manchas epidérmicas podem sumir completamente com tratamento apropriado. Para cuidar dessas manchas você precisa receber orientações seguras de um profissional médico plenamente habilitado.

Acne

Uma das doenças dermatológicas mais comuns. Manifesta-se através do surgimento de cravos, espinhas, nódulos (“espinhas internas”) chegando a formar marcas e cicatrizes. Mais frequente em adolescentes e adultos jovens, pode aparecer tanto em homens quanto em mulheres. Existem diversos tratamentos para pele acneica, com tendência à acne e da pele seborreica.

Cicatrizes e Cicatrizes de Acne

As cicatrizes são nada mais que áreas de tecido fibroso que vão substituir a pele normal que foi danificada durante a lesão. São dividas em cicatrizes atróficas, quando existe perda das estruturas subjacentes que apoiam a pele. Cicatrizes hipertróficas, quando o corpo produz colágeno em quantidades anormais ou de forma desorganizada. Quelóides, que continuam a crescer muito além dos limites iniciais da própria lesão. Cicatriz normal, que a pele ganha o aspecto e consistência muito semelhante ao da pele anterior. Disponibilizamos uma série de tratamentos de acordo com a necessidade de cada um.

Estrias

As estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formadas por colágeno e elastina. As estrias geralmente são comuns nas mamas, quadris, culotes, coxas e nádegas. Cerca de 90% das mulheres atuais desenvolvem esse efeito durante a gravidez, mas ele pode surgir de diversas formas, entre elas: efeito sanfona, crescimento rápido, tempestade hormonal, excesso de exercício, e ressecamento da pele. Também existem diversas formas de tratamento para as estrias, por isso é importante uma avaliação adequada com um especialista.

Celulite

A celulite resulta da acumulação de gordura nas camadas superficiais da pele causando o conhecido efeito “casca de laranja”. Este problema afeta a maioria das mulheres e não é exclusivo de pessoas com excesso de peso, o surgimento pode ser relacionado com uma predisposição familiar. Além disso, alguns fatores contribuem para o desenvolvimento da celulite como o excesso de ingestão de frituras, doces e álcool, o consumo de tabaco, o acúmulo de estresse, problemas de circulação, falta de exercícios e também, mudanças dos níveis hormonais.  

Flacides

A flacidez é um processo lento e progressivo que faz com que as fibras de sustentação da pele, o colágeno e a elastina, enfraqueçam com o passar do tempo, principalmente por causa do envelhecimento natural do organismo. Além deste fator, a genética influencia consideravelmente no aparecimento da flacidez. Outros fatores contribuem para acelerar este processo como o fumo, sedentarismo, gravidez, distúrbios hormonais, obesidade, a falta de ginástica, a exposição em excesso ao sol e a alimentação inadequada. A flacidez corporal pode ser dividida em 2 tipos: a muscular, que é profunda, e a dérmica que é superficial. Podem ocorrer isoladamente ou associadas.

Rugas

As rugas são pequenas dobras na pele, decorrentes do processo de envelhecimento, onde tanto a superfície da pele como as camadas mais profundas se dobram sobre a pele. Existem dois tipos de rugas: as rugas de expressão, que são decorrentes da contração muscular repetida ao longo dos anos, e as rugas elásticas, que são produto do envelhecimento da pele. O aparecimento das rugas está relacionado ao envelhecimento da pele, como consequência da idade, por carências alimentares ou pela exposição contínua ao sol sem usar protetor solar. Os locais mais frequentes das rugas são olhos, no colo, na testa, no pescoço e ao redor da boca.

Varizes

As varizes são aquelas veias que se dilatam e deixam de ser retas, ficando tortas e saltadas na pele. O principal fator é a predisposição familiar, ou seja, a doença é passada de geração em geração, caso pais, avós e tios apresentem os mesmo sintomas.